Manifesto Esquerdas Unidas (e regras)

Manifesto Esquerdas Unidas (e regras)

Esquerdas Unidas


I) MANIFESTO PARA CONSTRUIR UMA CIVILIZAÇÃO SUSTENTÁVEL E EMPÁTICA


União dos anticapitalistas, anarquistas (anarcocomunistas, ecoanarquistas, veganarquistas, etc.), autonomistas, comunistas (marxistas libertários, etc), socialistas (ecossocialistas, socialistas libertários, etc.), cooperativistas, defensores da Economia Baseada Em Recursos e outras vertentes da esquerda.

Nos organizamos para construir uma alternativa aos capitalismos de mercado e Estado, agindo com Pacifismo Proativo. Objetivamos uma civilização sustentável e empática, por isso rejeitamos a violência, tentando ser coerentes. Tentamos "ser a mudança que queremos ver no mundo".

Repudiamos todo discurso de ódio (inclusive da esquerda) e só empreenderemos uma revolução agindo rigorosamente nos termos do Pacifismo Proativo, pois quando algo se fundamenta em princípios nobres, em valores elevados, perdura como uma semente que poderá brotar quando o meio estiver propício.

Pacifismo Proativo: "Defender a si próprio e a todos os seres e espécies sencientes, empregando força apenas quando indispensável, mas sempre sem exceder o estritamente necessário à defesa, isto é, sem vingança ou punição, tanto física quanto psíquica, durante ou posteriormente a tentativa de defesa. A força física deverá ser sempre o último recurso, gradualmente aplicado conforme a progressão da violência empreendida pelo agressor." Tomar como referência o Aikido original.

Estamos convictos quanto à imperiosa necessidade de substituir hierarquia por hierodulia, verticalidade por horizontalidade, competição por cooperação, personalismo por coletivismo, egoísmo por solidariedade. Por isso agimos juntos, unificados, para a superação do capitalismo e de todas as outas formas de exploração entre seres humanos e destes aos demais seres sencientes.

Cada um pode trabalhar paralelamente nos projetos de sua própria linha política ou, assim que julgar conveniente, renunciar sua participação em nosso trabalho coletivo.

Nossa proposta é baseada nos princípios anarquistas, mais especificamente nos apoiamos no anarco-comunismo e nas lições do anarquismo especifista. Entendemos que uma transformação profunda da sociedade para uma sociedade de compartilhamento e voluntarismo, uma sociedade comunista, pós-escassez, só pode acontecer se os valores individuais das pessoas se alinharem com esse modelo novo, ou seja, se eles melhorarem de qualidade primeiro. O meio de se promover essa mudança é estabelecendo um movimento social onde nossos princípios sejam exercitados desde o dia zero no dia-a-dia, educando as pessoas e resolvendo os problemas mais impeditivos que elas tem desde já, como por exemplo dando oportunidades de trabalho e de profissionalização, facilitando o acesso à cultura, e outras coisas igualmente sensíveis às necessidades dos indivíduos, pra que eles tenham condições boas de vida.

Por isso nosso modus operandi é promover reformas progressistas no sistema presente enquanto fazemos um trabalho de base forte olhando pro futuro. Acreditamos na democracia direta, na responsabilidade pessoal e auto gestão comunitária, na economia colaborativa, no equilíbrio entre cooperação e competição saudáveis, na redução do desperdício e na ecologia, na dignidade humana e na ciência e tecnologia como nossas aliadas.


II) ORIENTAÇÕES E REGRAS A RESPEITO DE NOSSOS GRUPOS PÚBLICOS NA INTERNET (PARA DEBATES E COMPARTILHAMENTO DE INFORMAÇÕES)


1) Aceitamos o humor educativo ou politicamente provocativo, que estimule reflexões ou instigue à ação pacificamente proativa.

2) Evitamos desvios de foco.

3) Solicitamos evitar memes, stickers que levem à pura ironia, ridicularização, galhofa, ofensa ou de qualquer duvidosa expressão emocional.

4) Não divulgue nada, sem antes pedir a permissão dos administradores. Não poste pornografia implícita ou explícita.

5) Aviso aos ultraliberais ou anarcocapitalistas:

Não damos espaço àqueles que vêm defender monstruosidades como o comércio de seres humanos, a escravidão sexual de crianças e outras propostas que revelam psicopatia. Ideias políticas podem ser debatidas; ideias que busquem o bem comum, mesmo que equivocadamente. Mas doenças devem ser contidas. Não aceitamos sociopatas, racistas, escravagistas, pedófilos e toda a gama de pessoas nas quais o egoísmo se cristalizou como valores de conduta e ideal político.

6) Aos direitistas (incluindo os extremistas: ancaps, olavetes e bolsominions):

Somos tolerantes, mas não coniventes. Por isso, sua presença será permitida enquanto vocês se limitarem a observar ou a realizar raros, breves e educados comentários para esclarecimento, caso flagrem evidente notícia falsa, caluniosa ou baixo calão. Não são permitidos linguagem grosseira ou ofensiva; notícias falsas, distorcidas ou mal fundamentadas; spam; flood; trollagem; e proselitismo de direita, em outras palavras: não tentem nos converter, seja postando material que defenda idéias, práticas e pessoas da direita, seja atacando as esquerdas. Questionamentos insistentes e qualquer prática que resulte em manutenção de uma pauta de direita também causarão o banimento de seu autor.

7) Quanto a moderação:

7.1) A cada banimento, haverá uma notificação pública de sua causa.

7.2) O banimento geralmente será temporário, a depender da gravidade da violação cometida, mas não há prazos pré-fixados. Quem for desbanido não será avisado.