...

...

@OAntagonistaBot

Roberto Pozzobon, procurador da República, diz em coletiva que Paulo Preto, mesmo após a deflagração da Lava Jato, “não cessou sua atuação criminosa”.

Pelo contrário.

O operador do PSDB, acrescentou Pozzobon, tentou se livrar de seus ativos que ele julgava estarem protegidos na Suíça.



Fonte: O Antagonista

Criado por @OAntagonistaBot